• Home
  • »
  • Blog
  • »
  • Agile
  • »
  • Product Owner: O Que é e Quais Suas Principais Responsabilidades?
Product Owner

Um dos profissionais mais procurados nos últimos anos é o de Product Owner (PO). Cada vez mais vemos vagas de PO sendo abertas com salários e condições atrativas de trabalho. Mas o que de fato é um Product Owner e quais as suas responsabilidades?

Certamente o Scrum é um dos frameworks ágeis mais populares em todo o mundo. Em um time Scrum existem três papéis distintos: Product Owner, Scrum Master e Time de Desenvolvimento (os Developers).

Neste artigo iremos mergulhar mais a fundo no papel do Product Owner, compreendendo qual a sua missão diante do produto de sua responsabilidade.

Receba uma consultoria de OKR completa e personalizada. Saiba como!

O Que É um Product Owner?

Um Product Owner é um dos 3 papéis de um time Scrum e é responsável pela liderança e pelo sucesso do produto como um todo, além de decidir quais funcionalidades devem ser construídas e em que ordem.

Segundo o Scrum, a principal função de um Product Owner, também chamado de PO, é garantir que o trabalho de maior valor seja realizado, incluindo também trabalho com foco mais técnico quando necessário.

Qual a Importância do Product Owner na Gestão de Produtos?

Um Product Owner é considerado a “voz do cliente”. Neste sentido, seu papel é fundamental para conhecer as necessidades dos clientes, suas dores e expectativas.

Este papel é bem diferente de um Gerente de Projetos (Project Manager). Tradicionalmente, um gerente de projetos é responsável pelo famoso triângulo de ferro de um projeto (escopo, prazo e custo), no qual sucesso significa equilibrar e cumprir com o planejado para estes 3 elementos.

Por outro lado, quando falamos de gestão de produtos, sucesso é resolver os problemas dos clientes, ao mesmo tempo que trazemos benefícios mensuráveis para o negócio. Neste sentido, o PO torna-se um papel muito mais estratégico.   

Avaliando o significado de Product Owner, sua tradução literal seria Dono do Produto. Mas o que faz um PO na prática?

O que um Product Owner faz?

O que um Product Owner faz o dia todo? Como seria um dia típico de um PO? Na verdade, a natureza das atividades de um PO pode variar bastante.

Há momentos em que essa pessoa estará atuando mais próximo ao time, apoiando no planejamento do produto, releases e sprints e esclarecendo quaisquer dúvidas que o time tenha referente ao produto sendo desenvolvido.

Por outro lado, muitas vezes o PO atua fora do time, interagindo com outros stakehoders (internos ou externos à empresa).

Quais as Responsabilidades do Product Owner?

Embora não exista uma lista “oficial” do que um Product Owner faz, vejamos com mais detalhes algumas de suas principais responsabilidades no dia a dia.

Garantir o ROI para o produto

A missão primordial de um PO é gerar valor para os clientes e para o negócio através do produto, ao invés de simplesmente entregar uma lista de funcionalidades. Mais adiante falarei sobre como medir valor.

Infelizmente a viabilidade econômica do produto é algo que dificilmente vemos um PO fazendo, seja por falta de autonomia ou falta de conhecimento. Porém, tomar decisões economicamente viáveis deveria ser parte do dia a dia deste papel tão importante. 

Uma Product Owner deve ter condições e autonomia para realizar trade-offs entre mudanças de escopo, datas e orçamento. Ela inclusive deve decidir se um próximo sprint deve ser autorizado ou mesmo cancelado.

Apoiar no planejamento

Certamente um Product Owner tem participação ativa nos diversos ciclos de planejamento propostos pelo que conhecemos por planejamento ágil, no qual existem diferentes escopos e cadências de planejamento:

  • Portfólio
  • Produto
  • Release
  • Sprint

Esses diferentes níveis de planejamento são realizados com diferentes stakehoders, de acordo com o negócio e a empresa em questão.

Organizar o Backlog do Produto

A organização do Backlog do Produto (chamado também de Backlog Grooming) é considerada uma das principais responsabilidades de um Product Owner

Na prática, essa organização implica em atividades de criação de itens do backlog, refinamento dos itens, apoio nas estimativas e nas priorizações juntamente com o time.

Definir critérios de aceitação

Uma outra atividade de responsabilidade de um PO é a definição e a verificação dos critérios de aceitação para os itens do backlog

Esses critérios são condições que determinam se os requisitos funcionais e não funcionais serão aceitos.

Uma forma interessante de descrever os critérios de aceitação “Dado / Quando / Então”, que é parte da técnica de BDD (Behavior Driven Development)

O que é um Product Owner

Interagir com time de desenvolvimento e stakeholders

De fato um Product Owner é um trabalho full-time. Ele está sempre interagindo com diferentes públicos, incluindo o time de desenvolvimento, clientes e demais stakeholders dentro e fora da empresa.

Infelizmente ainda vemos muitos PO’s que dizem não ter tempo para interagir com o time. Isso fatalmente causa uma lentidão na comunicação, tornando os feedbacks longos e consequentemente desacelerando as tomadas de decisão e ajustes no produto.

Quais Habilidades Você Precisa Ter Para Ser um Product Owner?

Você deve estar se perguntando quais habilidades e competências são necessárias para ser um Product Owner. Afinal, o que torna um ótimo Product owner? 

Conhecimento de negócio

Product Owners devem conhecer muito bem o negócio no qual seu produto está inserido. Conhecer o negócio lhe possibilita liderar o processo de definição e comunicação da visão do produto para o time e toda a empresa.

Conhecer a fundo o negócio e o cliente é fundamental para que o PO possa liderar de forma efetiva um produto.

Autonomia para tomada de decisões

É comum encontrarmos nas empresas Product Owners que na verdade não têm nenhuma autonomia para tomar decisões. São PO’s que sempre precisam pedir autorização de alguém mais alto na hierarquia da empresa para qualquer questão referente ao produto.

Neste sentido, o trabalho do PO passa a ser algo mais tático somente. Esta disfunção infelizmente é frequente e muitas vezes gera perda de agilidade no processo de desenvolvimento do produto. 

Um Product Owner deve ser empoderado para poder tomar decisões. É para isto que este papel existe. 

Relacionamento interpessoal

Certa vez me fizeram a seguinte pergunta: “Como você lidaria com um product owner difícil?

Essa simples pergunta me faz pensar que este PO possivelmente não se relaciona com diferentes stakeholders de forma saudável e eficaz. 

Se o PO é considerado a “voz do cliente”, habilidades como relacionamento interpessoal, negociação e gestão de prioridades conflitantes são fundamentais, inclusive para superar momentos difíceis e desafiadores que acontecem no ciclo de vida de qualquer produto.

OKR e Gestão de Produtos: Por Que Devem Andar Lado a Lado?

Certamente uma das responsabilidades principais de uma pessoa de produto é garantir a geração de valor. Mas “gerar valor” é muito ambíguo. Se você não definir o que é valor no seu produto, trata-se apenas de palavras ao vento.

Pare e observe o backlog do seu produto neste momento. Por que ele está priorizado desta forma? Porque alguém com mais autoridade na empresa orientou, ou porque esta priorização ajudará a gerar benefícios mensuráveis? 

O que se espera dos líderes de produto é que eles saibam medir seu sucesso, ao invés de passar uma lista de funcionalidades e itens de backlog para seus times.

Neste sentido, uma das formas mais eficazes de definir valor de forma mensurável e pragmática é através de OKR (Objectives and Key Results). 

OKR é uma forma muito eficaz de definir objetivos e medir seu progresso baseado em resultados atingidos, através de foco, colaboração e alinhamento, ajudando a direcionar os esforços para o que mais importa para o produto.

Receba uma consultoria de OKR completa e personalizada. Saiba como!

Qual É a Diferença Entre um Product Owner e um Product Manager?

Uma das dúvidas mais recorrentes nos últimos tempos nas empresas que iniciam a sua jornada com uma forma mais ágil de trabalhar é a diferença entre Product Managers e Product Owners.

Este é um debate que acontece já há algum tempo na comunidade. Para alguns, os dois papéis são sinônimos. Para outros, existe uma diferença muito grande entre eles.

De fato, o termo Product Manager existe já a algumas décadas, enquanto o termo Product Owner é bem mais novo, tendo surgido com o Scrum na década de 90 já em sua primeira publicação.  

Na verdade, quando o Scrum surgiu, a disciplina de gestão de produtos era diferente do que é hoje.

Product Managers faziam pesquisas de mercado, planejamento de produtos e especificação de requisitos que eram “entregues” para um gerente de projeto, o qual liderava o desenvolvimento e testes do produto. 

Neste sentido, o Product Manager voltaria a interagir com o time apenas para gerar solicitações de mudança ou ajudar com o lançamento do produto. 

Porém essa abordagem vai na contramão da colaboração e do desenvolvimento incremental e iterativo que propõe a filosofia ágil. Neste sentido, o papel do PO trouxe uma visão mais moderna.

qual a diferença entre um product owner e um product manager

O fato é que, em muitas empresas, Product Managers atuam na parte mais estratégica do produto (marketing, distribuição, inovação, roadmaps, precificação, etc.), enquanto Product Owners são responsáveis "somente" pela administração do backlog do produto (trabalho mais tático). 

Esta prática é considerada por praticantes do Scrum como uma distorção do papel. Separar a “pessoa de negócio” da “pessoa que fala com o time de desenvolvimento” pode gerar um grande gargalo e burocracia no processo.

Em uma pesquisa, realizada com 850 líderes de produto, verificou-se que 70% são na verdade este tipo de Product Owners que realiza trabalho mais tático. 

Esta confusão fica ainda maior quando alguns frameworks de escala (SAFe, por exemplo) prescrevem esses dois papéis separadamente.  

Já autores como Marty Cagan do Silicon Valley Product Group defendem que o Product Manager é o dono do produto, e portanto não faz sentido a existência do papel de Product Owner!

Para Marty, não faz sentido ter pessoas que “olham para dentro” enquanto outras “olham para fora”. Todos devem olhar para fora e compreender o que está acontecendo com o mercado e com os clientes.

Concluindo, eu acredito que, mais do que o nome do papel, o importante é compreender que é preciso ter “pessoas de produto”. Aliás, algumas empresas já usam o termo Product Person.

Mais importante ainda é entender que este é um papel muito complexo e que ninguém se torna apto a assumi-lo somente com uma certificação obtida em um curso de 2 dias que ensina somente algumas práticas ágeis. É uma longa jornada.

Para esclarecer um pouco mais sobre o papel de Product Manager, leia este artigo.

Thomaz Ribas OKR

Sobre Thomaz Ribas 

Ele é especialista em OKR e Agilidade para os Negócios, consultor, facilitador e coach empresarial. Thomaz atua lado a lado com executivos, líderes e equipes, desde startups até grandes multinacionais, guiando-os na sua jornada rumo a abordagens de gestão mais ágeis e eficazes, para que possam prosperar nesta nova economia.

Saiba mais

Guia Introdutório de OKR

Mais acessados

Outros temas relacionados

OKRs para Customer Success é o caminho que leva ao sucesso do cliente. Veja ...

OKRs para Customer Success: o que é, benefícios, como adotar + exemplos!

O papel de Agile Coach está entre os mais importantes em uma empresa que ...

Agile Coach: O Que É e Quais as Competências Necessárias?

Você quer saber afinal o que é uma Squad? Confira tudo por aqui: desde ...

Squad: O Que É, Características, Vantagens e Como Adotá-lo

Quer receber conteúdos como esse gratuitamente?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos diretamente no seu email e ficar por dentro das novidades.

>