9 box

A forma como cada empresa avalia seus colaboradores diz muito sobre o potencial dela. Então, quais metodologias você costuma usar para essa avaliação? Uma das mais utilizadas é a 9 box. 

Essa ferramenta propõe uma análise sobre as ações presentes e futuras de cada colaborador. Mas, apesar dessa definição, é preciso refletir se essa metodologia realmente vale a pena. 

Neste conteúdo, eu apresento os principais fatores que envolvem essa ferramenta e suas “9 caixas”. Boa leitura! 

Aproveite para conferir também: Diferença entre meta e objetivo e como utilizar cada uma

O que é 9 box?

9 box, essencialmente, é uma metodologia (uma ferramenta visual, assim como o método Kanban)  usada para reunir competências profissionais. Diante disso, sua intenção inicial é tornar possível a avaliação do potencial de sucesso futuro de cada funcionário de uma empresa. 

Essa ferramenta, ainda hoje, é constantemente usada em avaliações de desempenho e planejamento de sucessão. 

Como funciona a metodologia 9 box?

Dito o que significa o termo em pauta, falta saber como é a dinâmica dele. 

As caixas formam uma grade 3x3 que mapeia a classificação de desempenho atual de um funcionário em relação ao seu potencial de crescimento e desenvolvimento. 

Para isso, o eixo x mede o potencial de um funcionário, enquanto o eixo y avalia seu desempenho atual. 

As classificações atribuídas a cada quadrado são geralmente usadas para desenvolver estratégias de retenção e desenvolvimento de funcionários. 

Vale frisar que essa ferramenta ganhou popularidade por ter uma abordagem visual  aparentemente simples e de fácil entendimento.

Vantagens de implementar a 9 box em sua empresa

Vantagens de implementar a 9 box em sua empresa

Não dá para negar que a 9 box é uma ferramenta de fácil entendimento. Construí-la pode levar bastante tempo, mas, ainda assim, não é algo complexo. Ler e interpretar as informações também são passos tranquilos. 

Apesar de existirem essas vantagens, ainda fica a pergunta: será que essa metodologia vale a pena mesmo para as empresas? 

Quais os problemas de adotar a ferramenta 9 box?

Sabemos que o mundo do trabalho está mudando em uma velocidade alucinante. A pandemia do COVID-19 acelerou ainda mais as mudanças que já estavam acontecendo.

Temas como OKR e métodos ágeis estão cada vez mais presentes no dia a dia dos líderes organizacionais, gerando mais flexibilidade e agilidade para os negócios.

Neste sentido, uma pergunta que podemos fazer é:

Qual é a diferença fundamental entre o ambiente de trabalho necessário para a atualidade e aquele para o qual as práticas de RH da maioria das organizações foram projetadas?

Segundo Maria-Pia Thoren, especialista em RH Ágil, hoje, não há mais necessidade de uma grade típica de 9 caixas onde você julga as pessoas como um meio de conectar uma nota a uma caixa de salário ou promoção.

Na opinião dela, isso é algo bastante desmotivador e uma completa perda de tempo. 

De fato, existem maneiras modernas de encontrar o nível de salário certo que não envolve degradar e julgar avaliações de desempenho que tanto o funcionário quanto o gestor consideram inúteis. 

Atualmente, a cultura, a inovação, o aprendizado e melhoria contínua são as mais fortes vantagens competitivas das organizações. Portanto, cada vez há menos espaço para processos de RH lentos e rígidos que são repletos de etapas de controle e monitoramento.

Dito isso, a resposta para a pergunta: “vale a pena usar a 9 box?” é não. O mais indicado é que o RH e a liderança utilizem ferramentas mais ágeis para melhorar os processos de trabalho e ajudar outros profissionais a crescerem. Nesse sentido, o uso de OKRs é uma excelente alternativa.  

Se quiser ir mais além e se aprofundar em mais ferramentas de gestão, continue navegando em nosso blog! Comece lendo: 5W2H: entenda o que é essa estratégia e como usá-la.

Saiba como nossa consultoria em OKR pode ajudar a sua empresa.

Conclusão 

A 9 box é uma metodologia ainda frequentemente usada por empresas. Quem a utiliza defende que a ferramenta auxilia na identificação de desempenho e potencialidades dos colaboradores. 

Mas, apesar disso, também há especialistas em RH Ágil, como Maria-Pia Thoren, que explicam que as 9 caixas, na verdade, desmotivam as pessoas. 

Como substituição das 9 caixas, então, você pode utilizar a definição de OKRs, que leva a objetivos e metas claros, fora resultados verdadeiramente mensuráveis. Para isso, conte com a minha consultoria em OKR!

Eu posso te ajudar nesse processo de estabelecimento de melhorias à empresa e aos profissionais. Tenha uma avaliação detalhada sobre os objetivos e necessidades dos seus negócios! 

Leia também: O que é metodologia ágil e como aplicar na empresa.

>