• Home
  • /
  • Blog
  • /
  • OKR
  • /
  • Diferença entre objetivo e meta: saiba quando usar cada um
meta e objetivo

Neste artigo, eu usarei o conceito de OKR (Objectives and Key Results) para esclarecer a diferença entre objetivo e meta.

Mas, qual a importância de fazer essa distinção? Vale destacar que uma boa definição de metas e objetivos é algo crucial para a saúde e o crescimento de uma empresa. 

Aliás, diversas pesquisas já comprovaram a importância da definição de metas em uma organização.

Um dos estudos mostrou que, em 95% das empresas, os colaboradores definem metas para si ou para suas equipes. Trata-se de um tema já amplamente difundido nas organizações.

Outra pesquisa marcante foi publicada em 2002 (Building a practically useful theory of goal setting and task motivation) por Edwin A. Locke e Gary P. Latham, renomados pesquisadores no tema gestão. 

Nessa pesquisa, os dois pontos abaixo chamaram atenção:

  • estabelecer metas específicas e desafiadoras de forma consistente ao longo do tempo, leva a um desempenho maior do que simplesmente tentar convencer as pessoas a fazer algo;

  • o registro e o comprometimento público com metas aumentam os resultados atingidos.

Além disso, Donald Sull, professor do MIT, tem uma afirmação muito importante sobre o estabelecimento de metas:

Donald Sull

Donald Sull

"O fato de que metas estão diretamente ligadas à melhoria de performance é uma das descobertas mais comprovadas da ciência organizacional."

Mas, como, de fato, uma empresa faz para definir suas metas? Como escrevê-las de forma eficaz? E como saber qual a diferença entre objetivo e meta?

Qual é a diferença entre objetivo e meta?

Para transformar a sua estratégia em resultados, é preciso definir objetivos aspiracionais e traduzi-los em indicadores de forma ágil e transparente. Porém, esses dois conceitos, muitas vezes, são confundidos, trazendo problemas de comunicação e prejudicando os resultados do negócio.

Qual é a diferença entre objetivo e meta?

Provavelmente, você já leu frases como estas:

  • “objetivo é o que eu quero alcançar e a meta é onde quero chegar”;

  • “objetivo é mais estratégico, e meta é mais operacional”;

  • “objetivo é abrangente, e meta é algo mais específico”.

A verdade é que não existe uma definição formal de objetivos e metas, o que, justamente, gera uma certa confusão no mercado quando o assunto é diferença entre objetivo e meta. 

As definições que trago aqui, neste artigo, têm como base a ferramenta OKR, a qual veremos mais adiante.

Por ora, vamos entender a diferença entre objetivo e meta…

Objetivo

Um objetivo é uma descrição qualitativa, curta e aspiracional do que se deseja atingir. Objetivos bem escritos suportados por métricas ajudarão a identificar e priorizar as suas melhores escolhas.

Objetivo

O objetivo responde às perguntas:

  • “para onde queremos ir?”

  • “o que queremos atingir?”

Exemplos de objetivos

A seguir, alguns exemplos de objetivos:

  • “criar um time de suporte de causar inveja no concorrente”;

  • “dominar o mercado no nosso estado”;

  • “acabar com a dor de cabeça na logística”;

  • “vender como nunca no fim do ano”.

Veja que a descrição desses objetivos acima passam nos critérios definidos:

  • são qualitativos;

  • são descrições curtas (fáceis de lembrar por todos na empresa);

  • são aspiracionais (têm algum grau de ambição, não são “chatos” ou convencionais).

Meta

As metas nos ajudam a definir como saberemos que atingimos o objetivo. Elas devem ser desafiadoras, engajadoras e realistas, ao mesmo tempo, e devem responder à pergunta:

“Como vamos medir que, ao longo das próximas semanas, iremos atingir nosso objetivo?”

diferenca entre meta e objetivo - metas

As metas devem ser claras e compreensíveis pelos times. Portanto, evite usar uma linguagem que somente você compreende. Assim como nos objetivos, busque descrever as metas de forma clara, simples e quantitativa (toda meta precisa ter um número).

Ao definir uma meta, garanta que os times saberão onde e como buscar os dados para a sua medição. De nada adianta definir uma meta, se ninguém consegue medi-la.

Exemplos de metas

Abaixo, eu trago alguns exemplos de metas que seguem os critérios definidos acima:

  • aumentar o ticket médio do carrinho de compras de R$200,00 para R$280,00;

  • reduzir o custo de aquisição de clientes de R$1.200,00 para R$600,00;

  • aumentar a taxa de clientes recorrentes mensais em 20%;

  • aumentar a quantidade de leads qualificados de 1.200 para 2.000.

Outro fato importante: veja que nenhuma dessas metas são tarefas, projetos ou programas. 

Todas elas representam resultados e não esforços. Saber fazer essa separação é algo fundamental para uma boa definição de objetivos e metas.

O que são as metas SMART

Além de saber qual a diferença entre objetivo e meta, vale conhecer as metas SMART. 

Em 1981, George T. Doran cunhou o acrônimo SMART em seu artigo “There's a S.M.A.R.T. way to write management's goals and objectives”. Com isso, Doran forneceu critérios para guiar as empresas no estabelecimento das suas metas. 

Sua contribuição foi enorme, pois muitos dos gestores não sabiam exatamente como escrever metas. Em sua versão original, as letras do acrônimo têm os significados a seguir:

  • S - Specific (específica);

  • M - Measurable (mensurável);

  • A - Assignable (atribuível);

  • R - Realistic (realista);

  • T - Time-related (relacionada ao tempo, ou temporal).

Também é preciso mencionar que diferentes versões desse acrônimo foram aparecendo, ao longo do tempo, o que gerou certa confusão nas empresas. 

Por exemplo, o “S” é de small, simple ou specific? O “A” é de assignable ou achievable? O “R” é de realistic ou relevant? Independentemente das variações, sugiro a versão original do George Doran.

Segundo o SMART, as metas devem ser atingíveis e realistas. 

Apesar de todo o sucesso do acrônimo SMART, eu acredito que ele, de certa forma, subestima o poder da ambição no processo de definição de metas e, muitas vezes, limita as equipes de pensarem fora da caixa, pois a meta precisa ser “realista”.

Isso ocorre muito em função da cultura de punição e incentivos perversos que ainda existem na maioria das organizações. 

A cultura de “acho melhor você bater a meta senão (…)”, automaticamente, faz os times definirem metas medíocres por medo da punição, ou por querer o incentivo a qualquer custo. 

Com isso, cria-se um ambiente de mercenários, ao invés de missionários, pois o foco acaba ficando no desempenho individual. Para conduzir a execução da estratégia, os líderes devem definir metas que sejam frequentemente discutidas, ambiciosas, específicas e transparentes.

Como estabelecer as metas e objetivos da sua empresa?

Agora, que você já sabe qual a diferença entre objetivo e meta, é preciso saber estabelecê-los. 

Então, alguns princípios são importantes no momento de definir objetivos e metas na empresa e nos times. Confira como fazer as definições: 

Planeje e defina metas para períodos curtos

O correto é que as metas tenham prazos curtos. Diante disso, muitas empresas têm usado ciclos trimestrais, mas isso pode variar de acordo com o seu negócio. Então, analise qual período faz mais sentido para sua empresa e defina as metas

Tenha foco

Na hora de definir novas conquistas para os negócios, é natural que muitas ideias venham à mente. Mas, calma, tenha parcimônia! O ideal é definir poucas metas e objetivos, mas que sejam desafiadores e realistas ao mesmo tempo.

Mantenha seu time alinhado

A definição de metas e objetivos tem que ficar clara para toda a equipe. Então, lembrando… É crucial usar uma linguagem muito clara e objetiva na hora de comunicar os novos anseios. 

Depois da definição, também é importante certificar que a equipe toda está trabalhando corretamente rumo aos objetivos e às metas. 

Analise e acompanhe seus resultados frequentemente

Tenha disciplina para medir e acompanhar as metas semanalmente. Além disso, promova conversas frequentes com os times sobre o comportamento das metas. 

Ou seja, tudo isso significa que não basta fazer uma definição eficiente, é preciso acompanhar frequentemente o passo a passo das equipes, das metas e dos objetivos. 

Como os OKRs podem te aproximar de seus objetivos?

Nos últimos anos, uma ferramenta moderna de gestão tem se tornado muito popular. Trata-se de OKR (Objectives and Key Results), a ferramenta utilizada por empresas como Google, Amazon, Twitter, Netflix e Facebook para sua gestão ágil de objetivos e metas.

OKR é uma forma colaborativa de definir e comunicar objetivos e focar os esforços rumo a contribuições mensuráveis que fazem a empresa avançar.

diferenca entre meta e objetivo - OKR

Um OKR é composto por duas partes: um objetivo e um conjunto de Key Results. O objetivo segue os mesmos critérios que já descrevi. Já os Key Results seguem os critérios citados no tópico “Metas”.

Vejamos um exemplo de Key Result:

Objetivo: bombar as vendas recorrentes para retomar o crescimento

  • Key Result 1: aumentar a receita recorrente mensal de 80K para 150K;

  • Key Result 2: reduzir da taxa de abandono (churn) de 2% para 1,3%;

  • Key Result 3: aumentar a quantidade de assinantes de 1.500 para 2.200.

Em geral, uma boa prática é definir de 2 a 5 Key Results para um objetivo. Mais que cinco já começa a perder o foco. Aliás, o foco é um dos principais ganhos que temos quando adotamos OKR, afinal, se tudo é importante, nada é importante.

Conclusão

Concluindo, metas são uma ferramenta muito eficaz para impulsionar os resultados da empresa e realizar a sua estratégia. Para isso acontecer, os líderes têm um papel importante. 

Ao invés de investir dias em longos processos de criação de um planejamento estratégico, eles devem adotar uma gestão de metas que seja ágil, com conversas frequentes, envolvimento intenso das equipes nas definições — assim, estabelecendo metas ambiciosas, traduzindo-as em indicadores mensuráveis e específicos em um processo transparente.

Então, conseguiu compreender a diferença entre objetivo e meta?

Aproveite para conhecer, também, o Programa de Participação de Resultados (PPR), que é o benefício corporativo responsável pela bonificação por metas atingidas.

ÚNICO NO BRASIL

Workshop Agility in Leadership (CAL-E)

Formação de líderes ágeis com certificação internacional. Confira o nosso currículo e garanta sua vaga!

Saiba mais

>