• Home
  • /
  • Blog
  • /
  • Agile
  • /
  • Cultura Organizacional: o que é, tipos e exemplos!

A cultura organizacional é um dos principais pilares para qualquer negócio. Isso porque ela tem como objetivo criar uma conexão entre as pessoas e o trabalho de todos os colaboradores do time. 

Além disso, é comprovado que uma cultura saudável ajuda a empresa a encantar mais clientes e atingir resultados desafiadores.

Com tantos benefícios, não dá para deixar esse assunto de lado, concorda? 

Então, confira tudo sobre o que é e do que se trata a cultura de organização dentro das instituições!

Receba uma consultoria de OKR completa e personalizada. Saiba como!

O Que É Cultura Organizacional?

A cultura organizacional é o conjunto de crenças, valores, comportamentos e práticas criados e seguidos dentro de uma empresa.

Para tudo ficar ainda mais claro, vamos “quebrar” o termo…

De acordo com o dicionário Michaelis, a palavra cultura significa:

“Conjunto de conhecimentos, costumes, crenças, padrões de comportamento, adquiridos e transmitidos socialmente, que caracterizam um grupo social.”

É exatamente isso o que também acontece dentro de instituições, só que com teorias e práticas personalizadas, pensando sempre em cada tipo de negócio. 

Seguir essa lógica é o que soma à organização, sincronia entre equipes e, consequentemente, ao crescimento da empresa. 

Qual a diferença entre clima e cultura organizacional?

A cultura organizacional é a base, a essência que define a identidade de uma organização. 

Ela engloba os valores fundamentais que orientam o comportamento dos membros da organização.

A cultura é muitas vezes representada de forma mais estável e duradoura, sendo moldada ao longo do tempo e sendo resistente a mudanças significativas a curto prazo.

Uma cultura organizacional forte pode atuar como uma bússola, orientando as decisões e ações dos funcionários, promovendo a coesão e a identificação com a empresa.

Já o clima organizacional é mais transitório e mutável do que a cultura. Reflete o ambiente emocional e psicológico percebido pelos funcionários em um determinado momento.

O clima é influenciado por eventos, liderança, políticas organizacionais e interações diárias. Ele varia de dia para dia e de equipe para equipe.

O foco do clima organizacional é a experiência subjetiva dos funcionários, ou seja, como eles se sentem em relação à empresa e ao ambiente de trabalho.

Como é formada a cultura organizacional de uma empresa?

Na hora de estabelecer a sua cultura de organização, foque em:

Mentalidade dos fundadores

O que os fundadores pensam sobre o próprio trabalho? 

Quais são suas principais facilidades e dificuldades? O que eles gostariam que mudasse de forma que otimizasse o trabalho?

mentalidade dos líderes tem um impacto enorme sobre a cultura. 

Identidade da empresa

A identidade da empresa também conta muito nesse processo. É preciso levar em conta o propósito dos negócios, para o que e para quem eles nasceram. 

Tudo isso deve compor a cultura da empresa, também. 

Missão, visão e valores

Para esmiuçar o propósito da empresa, traga à tona, a missão, a visão e os valores. Tudo isso precisa realmente ser claro a todos.

Fora isso, o ideal é que esses pontos sejam constantemente lembrados e praticados no dia a dia.

Estrutura da cultura organizacional.

Tipos de cultura organizacional

Agora que já sabemos o significado de cultura organizacional, veja as variações existentes: 

1. Cultura do poder

Nesse tipo de cultura organizacional, quem estabelece e controla os padrões é o dono do negócio, apenas. Apesar de ser muito comum em diversas instituições, não é uma opção muito interessante, já que concentra as decisões em uma só pessoa. 

Isso pode gerar sobrecarga de trabalho, menos autonomia dos colaboradores e, logo, impasses no dia a dia dos times. 

2. Cultura de papéis

Já a cultura de papéis acredita que cada funcionário deve ter uma forma diferente de agir, conforme o cargo que ocupa e as tarefas que desempenha.

Mas, claro, todas as individualidades precisam entrar em um consenso. Afinal, sem isso, não é possível manter a organização. 

3. Cultura de tarefas

A cultura de tarefas propõe a organização a partir do levantamento de problemas e dificuldades diárias. 

Depois, então, é preciso pensar nas soluções com criatividade. Nesse modelo, vários colaboradores costumam opinar e ajudar a melhorar os processos e atividades. 

4. Cultura de pessoas

Mais um tipo de cultura organizacional é a de pessoas. Como já é de se esperar pelo termo, nesse caso, o foco de tudo são os funcionários. 

Ou seja, a definição de todas as crenças e práticas é feita de acordo com o que os colaboradores pensam e sentem como necessidade. 

Assim, temos uma maneira de dar ainda mais valor ao capital humano. 

Qual a importância e os benefícios da cultura organizacional?

A cultura de organização traz benefícios a todos: empresas, funcionários e clientes. 

Separei alguns pontos específicos muito interessantes para qualquer negócio. 

Sentimento de pertencimento

Quando existe uma cultura bem definida, os colaboradores podem saber que as características deles completam o padrão estabelecido. 

Isso, sem dúvidas, gera um sentimento de pertencimento. 

Além disso, quando os valores da organização estão alinhados com os valores individuais dos colaboradores, eles se sentem mais conectados à empresa e motivados a contribuir para o seu sucesso

Engajamento

Quando alguém se sente acolhido e pertencente, logo, pode ter mais motivação e demonstrar maior engajamento. 

Aqui entra aquela clássica frase do funcionário realmente “vestir a camisa da empresa”. 

A própria instituição e, claro, os clientes ganham muito com isso. 

Exemplos de cultura organizacional.

Mais Produtividade

Uma cultura que promove valores como eficiência, inovação e excelência tende a impulsionar a produtividade. 

Em um cenário em que os funcionários estão alinhados com esses valores e têm as ferramentas e o suporte necessários, eles serão mais eficazes em suas funções.

Ou seja, a sensação de pertencimento somada ao engajamento também resulta em mais produção. As pessoas se sentem mais à vontade para criar, ajudar e inovar em todas as tarefas e processos. 

Recrutamento e Seleção Otimizado

Uma cultura organizacional sólida também desempenha um papel importante no recrutamento e seleção de novos talentos. 

A definição clara de uma cultura ajuda bastante o time do RH. Afinal, eles conseguem ter a visão clara de qual perfil profissional é perfeito para cada função. 

Ou seja, as empresas com uma cultura positiva atraem candidatos que compartilham valores semelhantes, tornando o processo de seleção mais eficiente e resultando na contratação de indivíduos que se encaixam bem na organização.

Bom Relacionamento

Ter uma boa cultura de organização também facilita o diálogo e o relacionamento entre todas as pessoas da empresa. 

Mais do que isso, ajuda a ter trabalhos e um atendimento ao cliente mais eficiente. 

Uma cultura que promove a comunicação aberta, o respeito e a colaboração cria um ambiente propício para relacionamentos saudáveis entre os membros da equipe e entre líderes e subordinados. 

Autogerenciamento

Quando os funcionários compreendem e abraçam a cultura organizacional, eles tomam decisões alinhadas com os valores e objetivos da empresa, mesmo em situações em que a supervisão direta não é possível. 

Isso leva ao autogerenciamento eficaz, cenário em que os colaboradores agem de maneira responsável e orientada para os resultados.

Como conservar uma boa cultura organizacional?

Conservar uma boa cultura organizacional é tão importante quanto desenvolvê-la inicialmente. 

Uma cultura sólida é um ativo valioso para uma empresa, mas também pode ser frágil e sensível a mudanças. 

Aqui estão algumas estratégias para conservar e fortalecer uma cultura organizacional positiva:

1. Defina e comunique os valores

Certifique-se de que os valores da organização estejam claramente definidos e comunicados a todos os níveis da empresa. 

Isso inclui tanto os valores declarados oficialmente quanto os comportamentos esperados que refletem esses valores. A comunicação constante e consistente é fundamental.

2. Lidere pelo exemplo

Os líderes desempenham um papel fundamental na manutenção da cultura organizacional. Eles devem ser modelos dos valores e comportamentos desejados. 

Quando os líderes demonstram comprometimento com a cultura, isso inspira outros a seguir o exemplo.

3. Envolver os funcionários

Incentive também a participação ativa dos funcionários na cultura organizacional. 

Além disso, promova a escuta ativa e a coleta de feedback para entender como a cultura está sendo vivenciada na prática. 

Essa fator possibilita fazer ajustes quando necessário e demonstra que as opiniões dos funcionários são valorizadas.

4. Reconheça e recompense

Reconheça e recompense os comportamentos que estão alinhados com a cultura da organização. É possível fazer isso com elogios, prêmios ou programas de reconhecimento. Incentivar e valorizar o comportamento desejado reforça a cultura.

5. Treinamento e desenvolvimento

Da mesma forma, invista em treinamento e desenvolvimento para garantir que os funcionários compreendam e estejam preparados para viver a cultura organizacional. Aqui vale citar programas de treinamento em valores, ética e normas de comportamento.

6. Avaliação de desempenho

Inclua a aderência à cultura organizacional nas avaliações de desempenho dos funcionários. Uma das formas de avaliar é usar critérios relacionados aos valores e comportamentos da empresa.

Quais os impactos de uma cultura organizacional fraca?

Uma cultura organizacional fraca pode resultar em:

  • Baixa moral e desmotivação dos funcionários;
  • Comportamentos antiéticos e falta de alinhamento com os objetivos da empresa;
  • Alta rotatividade de funcionários;
  • Falta de identificação com a empresa e sua missão;
  • Dificuldades em atrair e reter talentos;
  • Conflitos internos e falta de colaboração;
  • Menos eficiência e produtividade;
  • Desafios na implementação de estratégias e metas organizacionais.

Exemplos de cultura organizacional de grandes empresas

Na tarefa de implementar uma cultura organizacional, alguns exemplos podem te dar ainda mais ideias e inspirações. 

Confira:

Google

O Google é uma das maiores empresas do mundo. Muito dessa fama foi construída por meio da cultura organizacional voltada às pessoas. 

Nos escritórios, os funcionários têm liberdade e segurança psicológica para serem autênticos, serem eles mesmos. Existe um ambiente de autonomia com responsabilidade, o que permite a liberdade.

Mas, o publicitário Vicente Carrari — um dos funcionários mais antigos do Google, ressalta que a cultura não se limita a isso. 

Em uma entrevista ao UOL, ele explica que todos também são estimulados a darem as suas opiniões e criarem sempre. 

Netflix

A Netflix também possui um exemplo de cultura organizacional direcionada às pessoas. 

Ela incentiva seus colaboradores a tomarem decisões de modo autônomo. E ainda afirma que sempre deixa claro todas as informações, de modo muito sincero. 

Também evita regras e busca manter pessoas muito capacitadas em seus times. 

Nubank

A Nubank é conhecida como um dos maiores cases de sucesso do Brasil. Ela conseguiu mudar a forma como muita gente usa serviços bancários de forma digital. 

Já a cultura organizacional é focada no cliente. Mas, afinal, como os funcionários agem no dia a dia? 

É preciso estar direcionado às tomadas de decisões, todas pautadas na melhora da experiência dos usuários. Veja o vídeo abaixo reforçando este conceito:

Como trabalhar a cultura organizacional de forma estratégica?

Para trabalhar a cultura organizacional de forma estratégica, considere as seguintes diretrizes:

  • Alinhamento com objetivos: a cultura deve estar alinhada com os objetivos estratégicos da organização. Ela deve ser um impulsionador do sucesso empresarial, refletindo os valores e princípios que apoiam a visão e a missão da empresa;

  • Comunicação e engajamento: promova uma comunicação eficaz em toda a organização para garantir que todos compreendam e adotem a cultura. Envolver os funcionários no desenvolvimento da cultura é fundamental para obter o comprometimento deles;

  • Educação e treinamento: Implemente programas de educação e treinamento que ajudem os funcionários a compreender e internalizar os valores culturais. Isso pode incluir workshops, palestras e atividades de desenvolvimento pessoal;

  • Liderança forte: garanta que os líderes da organização sejam embaixadores da cultura. Eles precisam exemplificar os valores e comportamentos desejados, servindo como modelos para os funcionários;

  • Feedback e melhoria contínua: crie um ambiente que valorize o feedback dos funcionários sobre a cultura. Use essas informações para ajustar e melhorar a cultura ao longo do tempo;

  • Inclusão e diversidade: promova uma cultura que seja inclusiva e valorize a diversidade. Esse fator contribui para uma cultura mais rica e adaptável;

  • Integração de novos funcionários: garanta que os novos funcionários sejam introduzidos na cultura desde o início, facilitando sua assimilação;

  • Responsabilidade compartilhada: cultive um senso de responsabilidade compartilhada pela cultura em toda a organização, de modo que todos se sintam responsáveis por mantê-la e fortalecê-la.

Receba os melhores conteúdos sobre OKR e gestão no seu email

Conclusão

A cultura organizacional realmente atinge a todos. É o modo de fazer com que donos, diretores, gestores, analistas, estagiários, etc. pensem e falem a mesma língua. 

Essa sincronia abre espaço para processos e tarefas mais claros e fáceis de executar. Sem contar que melhora as relações interpessoais dos funcionários, e a satisfação dos clientes. 

Então, não perca mais tempo e estabeleça a cultura organizacional do seu negócio o quanto antes! 

Você pode se interessar também em conhecer exemplos práticos de OKR para RH.

Posts Relacionados

Receba insights sobre Business Agility no seu e-mail

Inscreva-se em nossa newsletter e tenha acesso aos principais conteúdos e tendências sobre agilidade para os negócios.

Marque uma conversa com nossa equipe e evolua a agilidade de seus líderes e os resultados do negócio

>