Escolha uma Página

Propósito e missão não são a mesma coisa

O mundo corporativo está cheio de jargões que existem há décadas. Um deles é o famoso quarteto missão, visão, valores e propósito. Todos os dias diversos livros de estratégia reforçando esses temas são publicados pelo mundo.

Porém, infelizmente muitos gestores e executivos subestimam a importância e o poder dessas quatro palavras. Em geral, quando pergunto para amigos qual o propósito, a missão, a visão e os valores da empresa onde trabalham, a resposta é:

“Ixe! Peraí, deixa eu abrir o site da empresa aqui…”

Essa falta de conexão das pessoas com o DNA da empresa mais cedo ou mais tarde impacta negativamente no engajamento, no desempenho e na eficácia dos times, gerando frustração e conflitos.

Para evitar esse problema, vejamos a diferença entre missão, visão, valores e propósito e a importância deles para o sucesso de uma organização.

MISSÃO

A missão descreve em qual negócio empresa está ou pretende estar no futuro. Uma missão clara ajuda não somente os executivos, mas toda a organização a ter foco nos seus projetos, no desenvolvimento dos seus produtos e nas demais iniciativas.

Abaixo um exemplo de missão de uma empresa:

“Nós fornecemos assessoria e mentoria em gestão de desempenho para média e alta gerência de empresas pequenas e médias.”

A missão em geral fornece informações com relação ao tipo de trabalho que a empresa faz, seus clientes e o nível de serviço que ela presta.

VISÃO

Uma visão deve responder à seguinte pergunta:

A visão da empresa é uma descrição daquilo que ela pretende ser no futuro. Esse futuro pode ser 5, 10, 15 anos, dependendo da empresa. Em geral é uma frase memorável (portanto fácil de lembrar), simples, porém forte e inspiradora.

Para onde queremos ir no futuro?

A descrição da visão deve ser concisa e representar claramente um estado concreto do futuro. Ela deve ser totalmente consistente com a missão.

Para ilustrar, segue um exemplo de visão de uma companhia aérea:

Tornarmo-nos a companhia aérea mais amada, que mais transporta e mais lucra do mundo.

VALORES

Os valores de uma empresa descrevem a cultura, o comportamento e o ambiente desejados. Eles refletem a forma que a empresa toma as suas decisões no dia a dia. Quando as pessoas em uma organização compartilham os mesmos valores, elas desenvolvem os hábitos coletivos que moldam a cultura da empresa.

Diferentes valores direcionam diferentes culturas organizacionais. Os valores podem ser descritos em forma de frases, ou simplesmente em uma lista de itens. Veja abaixo os valores de grandes empresas conhecidas:

Coca-Cola

Ter a coragem de moldar um futuro melhor, alavancando a genialidade coletiva, sendo real e sendo responsável e comprometido.

Google

Evitar microgerenciamento

Liberdade e diversão

Abertura

Ética

Cidadania corporativa

Microsoft

Autocrítica

Autoevolução

Integridade

Honestidade

Abertura

Excelência pessoal

Sugiro aqui um exercício para você. Releia os valores acima e identifique com qual dessas 3 empresas você mais se identifica. Faça essa avaliação não pela sua preferência pela empresa, mas pela sua conexão com os valores citados.

E o propósito? Como ele se diferencia desses itens anteriores? Qual é a importância dele?

PROPÓSITO

Missão e propósito são a mesma coisa?

Não.

O propósito de uma empresa não só enfatiza a importância de servir os clientes e entender as suas necessidades, mas principalmente coloca os gestores e colaboradores no lugar dos clientes, gerando empatia com eles.

Com um propósito claro e comunicado, todos na empresa são capazes de dizer que valor entregam para os clientes. O propósito vai além da missão. Ele é um princípio bem-definido que direciona e conecta TUDO que a empresa faz.

O propósito deve responder às seguintes perguntas:

Por que a empresa existe em primeiro lugar?

Quem é você enquanto empresa?

Por que você existe, além de fazer dinheiro ou gerar lucratividade para os acionistas?

E a pergunta mais impactante na minha opinião:

Que falta sua empresa faria no mundo se ela não existisse mais?

As estratégias de uma empresa podem mudar ao longo do tempo, mas o propósito fica, pois não tem “prazo de expiração”. Ele é a verdadeira responsabilidade que uma empresa assume perante a sociedade e o mundo, devendo ser claro e simples de ser comunicado.

Exemplos de propósito:

Walmart: Economizar o dinheiro das pessoas para que elas possam viver melhor.

Amazon: Ser a empresa mais centrada no cliente do mundo, onde os clientes buscam e encontram qualquer coisa.

Google: Organizar as informações do mundo e torná-las acessíveis e úteis universalmente.

Starbucks: Inspirar e nutrir o espírito humano.

IAG: Ajudar as pessoas a gerenciar riscos e recuperar-se das dificuldades inesperadas.

Um último pensamento com relação ao propósito:

Seja honesto e transparente na definição e na comunicação do propósito da empresa. Pergunte se os colaboradores acreditam no propósito. Pergunte se eles sequer se lembram dele no dia seguinte. Talvez esteja na hora de refinar ou mesmo definir o propósito da sua organização.

É óbvio que fazer dinheiro é fundamental para a sobrevivência da grande maioria das empresas, mas é preciso ir mais a fundo e identificar a real razão da existência da empresa.

Grande abraço,

Thomaz Ribas

P.S.: convido você a se cadastrar na minha newsletter para receber novas reflexões sobre liderança e gestão ágil.

CADASTRE-SE NA LISTA DE ESPERA

Fique tranquilo(a). Entraremos em contato o quando uma nova turma for aberta

You have Successfully Subscribed!