OKR para empresas de produto

OKR (Objectives and Key Results) é uma ferramenta de gestão cujo principal objetivo é aumentar o foco e o alinhamento dentro de uma organização.

Não existe um livro oficial de OKR, nem certificações oficiais ou modelos de maturidade. OKR é “open source”, portanto pode ser utilizado de algumas maneiras diferentes, obviamente seguindo princípios fundamentais.

Uma das contribuições mais fortes de OKR é para empresas com times de produto (agile product teams ou squads, dependendo da nomenclatura utilizada).

Nos últimos anos tive o prazer de trabalhar com grandes times de produtos no Brasil e no exterior. Também conheci algumas equipes frustradas que não conseguiram agregar valor continuamente a seus negócios, pois levaram um tempo enorme para transformar suas ideias em execução, resultando em brigas intermináveis entre desenvolvedores e gerentes de produto.

Uma das coisas que mais fizeram a diferença nos times de produto de sucesso é o fato de eles observarem atentamente as dificuldades dos clientes e usuários, analisarem a fundo os dados gerados através da utilização dos produtos e definirem objetivos  e metas claras em ciclos curtos de tempo, através de OKR (Objectives & Key Results).

OKR é uma forma simples de definir, alinhar objetivos e medir seu progresso por meio de resultados atingidos.

Para isso, é importante reforçar alguns princípios importantes na adoção de OKR em times de produto:

  • Key Results devem ser literalmente resultados de negócio, e não tarefas, projetos, épicos ou user stories.
  • Enquanto os Key Results são quantitativos/mensuráveis, os Objetivos (Objectives) são qualitativos.
  • Em geral os OKRs são definidos não com base em “silos” ou disciplinas (qualidade, UX, Arquitetura, etc.), mas com foco nos produtos. Cada time define seus OKRs, focando no seu produto específico, os quais irão contribuir para os OKRs estratégicos da empresa.
  • A quantidade de Objetivos e Key Results deve ser pequena. Foco é o segredo do sucesso. Não existe um número mágico, mas evite definir mais de 1 a 3 objetivos com 2 a 3 Key Results em cada objetivo.
  • É importante que a evolução dos OKRs seja acompanhada semanalmente nas reuniões de check-in. Manter um “placar” do jogo aumenta o foco e o engajamento do time (ninguém quer jogar em time que está perdendo).
  • Nem tudo precisa ser definido nos OKRs do time. Foque nos resultados mais importantes que o time precisa buscar para o produto.

Um outro ponto importante: evite ao máximo OKRs individuais em times de produto multifuncionais.

Conforme bem colocado por Felipe Castro:

“… usar OKR no nível individual aumenta a complexidade. Em vez de criar um conjunto de OKRs para a equipe, você terá que criar um para cada membro da equipe… Spotify descobriu que estender o processo OKR até o nível individual tornou-se supérfluo. Isso diminuiu sua velocidade sem agregar valor. O Twitter seguiu um caminho semelhante.”

Em empresas de produto em forte crescimento, um dos maiores desafios é escalar a comunicação. OKR é um dos pilares para ajudar a fazer com que cada time de produto saiba como está contribuindo para a organização como um todo, além de ajudar a coordenar dependências entre times de produto.

Para saber mais sobre OKR, baixe o ebook gratuito “Guia OKR 2019

Grande abraço,

Thomaz Ribas

Você também pode gostar

CADASTRE-SE NA LISTA DE ESPERA

Fique tranquilo(a). Entraremos em contato o quando uma nova turma for aberta

You have Successfully Subscribed!